Motogp Qatar. Casey Stoner lidera





Motogp Qatar 2011

Mais uma fase de testes concluidos no Qatar e os resultados não foram muito além dos conseguidos em Sepang mantendo o dominio por parte do Casey stoner que mais uma vez marcou os treinos com o melhor tempo. Faltando apenas uma semana para o arranque do campeonato do mundo de motogp o australiano marcou um tempo de 1m55s681 terminando com uma diferença de 0,064s sobre o seu companheiro de equipe Dani Pedrosa que conseguiu a façanha de rodar abaixo dos 56s.



No domingo o celebre Valentino Rossi esteve animado com os resultados obtidos, conseguindo rodar com a moto de forma satisfatória ficando em oitavo com a diferença de 7 décimos da frente, uma diferença que não é pequena mais o manteve animado e decidido a melhorar o tempo. Fizeram um bom trabalho na afinação embora não estivesse tão rápido em determinadas partes do circuito ficando na expectativa de melhorar os resultados na segunda feira.

Estava satisfeito com a recuperação do ombro no qual permitia um esforço maior. Esse esforço maior refletiu-se de uma certa forma numa inesperada queda com a sua Ducati, o que não deixou de ser um susto para os seus fãs que o acompanham. Alegou na brincadeira que depois de algum tempo é necessário levar uma pequena queda para não fugir a tradição. Entrou demasiado rápido em uma curva conseguindo controlar a Ducati mais não escapando mais a frente da gravilha que o esperava, não foi nada especial, disse o Valentino.

O campeão do mundo Jorge Lorenzo passou a segunda feira concentrado na eletrônica de sua M1 e nas acelerações em baixas mudanças, ficando a 1,026s de Stoner e em sétimo lugar. Colado a ele ficou a M1 de Colin Edwards (Monster Yamaha Tech 3) com o Nicky Hayden companheiro do Rossi (Ducati) Hiroshi Aoyama da San Carlo Honda Gresini a completarem os dez primeiros.

Seguindo a colocação ficou Héctor Barberá (Mapfre Aspar) e o Álvaro Bautista ( Rizla Suzuki) com ambos sofrendo quedas durante a sessão. Ficando em 13º O valentino Rossi que sofreu uma queda na curva 7 terminando a noite de forma bem inesperada e triste.

Não quero ser pessimista quanto ao destemido Valentino Rossi que muitas alegrias e surpresas trouxe durante a sua espetacular e indiscutivel carreira, mais as coisas não vão nada bem para ele. Essa mudança para a Ducati pode se transformar numa experiência nada agradável, levando esse grande piloto a ter um campeonato bem complicado pela frente, tendo em conta a superioridade da Honda e os problemas de adaptação do Rossi com a sua Ducati, sem levar em conta a sua recuperação física já que o ombro tem sido apontado por alguns como parte dos maus resultado. Será? Saberemos logo. Até a próxima.

Divulgue. Obrigado.

Share

Últimas Noticias

Em virtude do triste acontecimento ocorrido no Japão relativo ao devastador Tsunami que arrasou muitas cidades japonesa, a Federação Internacional de Motociclismo (FIM) decidiu diante dos pedidos efectuados pelos promotores da corrida, adiar para o dia 20 de Outubro o Grande prémio do Japão inicialmente marcado para o dia 24 de Abril em Motegi.

Essa tragédia que se abateu sobre o Japão atingiu também os amantes desse maravilhoso desporto que é o motociclismo que se refletiu em fissuras criadas no asfalto do circuito.

Evidentemente em solidariedade a população que está passando momentos catastroficos que abalou todo o mundo com as suas terríveis consequencias os promotores das corridas tomaram essa decisão. Esperamos que os nossos amigos orientais consigam o mais rápido possível recuperar-se dessa tragédia, embora os danos psicológicos serão definitivos para muita gente. Um grande abraço aos nossos amigos japoneses.
 

O famoso programa de tv Chiambretti Night" teve a participação do nosso bem humorado Valentino Rossi que teceu determinados comentários nada amigaveis para o seu colega de corridas Jorge Lorenzo.

      Disse o Valentino depois de interrogado pelo apresentador: " É fantástico porque ele consegue colocar toda gente de acordo... em não gostar dele" é forte e merece 9.5. Não digo que seja inteligente, porque isso é muito forte, mais vamos dizer que ele é um pouco esperto.
Vocês estão lembrados das batalhas que ele travava com o Max Biaggi não só dentro do circuito como também fora.
Quanto ao Stoner disse o Valentino: Acho ele muito forte, mais tenho a esperança de lhe dar algum trabalho.
Quanto a Ducati disse o nosso amigo: "Sempre senti algo pela Ducati". Durante alguns anos fiquei na dúvida quanto ao que fazer, ficar na Yamaha ou mudar para a Ducati. Acredito que esse foi o momento certo. Nunca me arrenpendi da decisão porque ainda nem começou.